#myGallery{ width: 200px !important; height: 100px !important; overflow: hidden; }

27 de setembro de 2012

Curiosidades: O Mirandês

UND: Uma curiosidade das sonoridades portuguesas , o idioma  das origens, o Mirandês.

Saiba mais um pouco sobre este idioma:



O que é o mirandês?
O mirandês é uma língua falada no Nordeste de Portugal, já desde antes da fundação da nacionalidade. Apesar de apenas em 1999, com a lei nº 7/99, de 29 de Janeiro, o mirandês ter sido oficialmente reconhecido como língua, Portugal foi sempre um país bilingue, embora até há bem pouco tempo fosse apresentado como o único país monolingue da Europa. Afinal, também aqui se confirmava a ideia de que o bilinguismo ou o multilinguismo dos países é a regra e não a excepção.
Onde se fala mirandês?
A língua mirandesa é falada em todas as aldeias do concelho de Miranda do Douro, com excepção de duas (Atenor e Teixeira), e em três aldeias do concelho de Vimioso (Vilar Seco, Angueira e Caçarelhos), no distrito de Bragança. A área ocupada pela região onde se fala o mirandês tem à volta de 500 km2 de superfície e situa-se na fronteira com a província espanhola de Zamora. O mirandês é também falado por muitos mirandeses que imigraram para as principais cidades do país ou que emigraram para o estrangeiro.
Na cidade de Miranda do Douro não se fala mirandês, segundo alguns autores desde o início do século XVII, mas a língua tem vindo a regressar à cidade através de pessoas das aldeias que, nos últimos anos, aí têm vindo a fixar residência. Também desde há alguns anos as crianças da cidade usufruem do ensino da língua mirandesa nas escolas públicas.
O espaço onde se falou mirandês ou outras variedades do leonês já foi bastante mais vasto, incluindo, em traços gerais, toda a zona do distrito de Bragança que se situa entre a margem esquerda do rio Sabor e a fronteira com Espanha. Terá sido assim na Alta Idade Média, regredindo progressivamente em direcção à fronteira. Além do mirandês, outras falas astur-leonesas se mantiveram até há pouco tempo na zona fronteiriça do concelho de Bragança, em particular em Rio de Onor, Guadramil, Deilão e Petisqueira.
Apesar de já não se falar mirandês nessa região mais vasta, ainda pode falar-se de uma cultura comum, em particular na área correspondente à medieval Terra de Miranda.
Mais informações sobre em :
http://cursodemirandes.wordpress.com

Uma canção em Mirandês por Roberto Leal


Fonte: Youtube.com

Um comentário:

  1. Olá muito interessante aqui no Brasil, há muitas cidades cujas colônias de imigrantes de diversas regiões da Europa que ainda mantém dialetos que hj já não mais se falam nos seus respectivos países de origem, inclusive estudiosos vêm aqui p estudá-los - dialetos, antigos costumes etc... afinal, a língua, a evolução, sua história é a própria história da saga humana.

    ResponderExcluir

Qualquer comentário que for ofensivo e de baixo calão, não será bem vindo neste espaço do blog.
O Blog se reserva no direito de filtrar ou excluir comentários ofensivos aos demais participantes.
Os comentários são livres, portanto não expressam necessariamente a opinião do blog.
Usem-no com sapiência, respeito com os demais e fiquem a vontade.
Admin- UND

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...